anúncios

sábado, 18 de janeiro de 2020

Resolvendo o problema de unidade de rede mapeada no Windows 7/8/10

Mesmo estando com o mapeamento da unidade corretamente feito, no entanto, a unidade de rede mapeada não aparece no Explorador de Arquivos, Meu Computador ou Aplicativo? Ou, nem todos os conteúdos, incluindo arquivos, diretórios e subdiretórios, estão normalmente sendo mostrados na unidade de rede mapeada.

O objetivo deste post é explicar os métodos gerais de solução de problemas que se são úteis para corrigir os problemas de mapeamento de unidades comumente vistos no computador com Windows. Utilize uma das soluções apresentadas.

Solução 1. Unidade de rede mapeada não aparece no Explorador de Arquivos/Meu computador

Por causa do UAC, o Shell é executado com permissões de usuário padrão, não pode ver as unidades mapeadas que foram configuradas a partir do seu aplicativo executado com direitos de administrador. Então, tente as seguintes soluções com passo a passo.

  1. Clique em Iniciar, digite regedit em programas de Iniciar e caixa de arquivos, em seguida, pressione ENTER.
  2. Localize e clique com o botão direito do mouse na subchave de registro HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Microsoft\Windows\CurrentVersion\Policies\System.
  3. Aponta para New, e depois clique DWORD Value.
  4. Digite EnableLinkedConnections, e depois pressione ENTER.
  5. Clique com o botão direito do mouse em EnableLinkedConnections, e depois clique em Modify.
  6. Em caixa de dados de Value, digite 1, e clique em OK.
  7. Sair do Editor de registro e, em seguida, reiniciar o computador.
Solução 2. Unidade de rede mapeada não mostra todos os arquivos/diretórios

É o mais provável que os arquivos, diretórios ou subdiretórios foram ocultos, o que impede os usuários de vê-los todos. Normalmente, existem 2 maneiras de recuperar arquivos ocultos do disco rígido ou unidade USB externa, etc.

Exibe manualmente arquivos e pastas ocultos
No Windows 10/8.1/8
Abre Explorador de Arquivos -> clique na guia de exibir -> marque a caixa em frente de "Itens ocultos".



No Windows 7
  1. Abre Explorador de Arquivos -> clique na guia Organizar -> selecione Pasta e procure opções e abre.
  2. Clique na guia Exibir -> selecione "Mostrar arquivos ocultos, pastas e unidades" em Arquivos e Pastas Ocultos -> clique em OK.
Referências

https://br.easeus.com/storage-media-recovery/unidade-de-rede-mapeada-nao-aparece.html

Feito!

quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

Conhecendo o AnyDesk

O que é AnyDesk?



AnyDesk é uma ferramenta proprietária de área de trabalho remota distribuída pela AnyDesk Software GmbH. Este software fornece acesso remoto a computadores pessoais executando o aplicativo host, que podem ser instalados no Windows, macOS, Linux e FreeBSD.

Como o AnyDesk funciona?

O AnyDesk funciona da seguinte forma: você faz o download e executa o software no computador que fica no seu ambiente de trabalho. A instalação gera um código que permitirá o acesso remoto.

Caso um terceiro precise visualizar um PC remotamente, deverá receber o código de acesso do desktop a ser pareado, digitá-lo em seu próprio computador e clicar em “conectar”. A pessoa que enviou o código deve clicar em aceitar e definir as regras de permissão.

Agora, se é próprio profissional que precisa acessar o computador que ficou na empresa, é possível criar uma senha de acesso, configurando o AnyDesk para permitir o acesso sem monitoramento.

Benefícios do AnyDesk
  • Colaboração online
  • Permite colaborar e comunicar com toda a facilidade, seja na realização de reuniões ou apresentações online ou trabalhar no mesmo documento do outro lado do mundo.

  • Transferência de ficheiros integrada
  • Basta copiar e colar ou utiliar a nova guia de transferência para transferir ficheiros entre computadores.

  • Leve
  • Sem privilégios de administrador ou necessidade de instalação. Basta fazer a transferência do ficheiro de 3MB e pronto. Precisa de acesso livre ao seu computador quando está em viagem? Não há problema, necessita apenas de instalar o software e definir uma palavra-passe.

  • Molde-o como quiser
  • Personalize a interface de utilizador AnyDesk de forma a oferecer aos clientes uma experiência de computador remoto consistente com a sua marca.

  • Gravar as sessões
  • Tanto o profissional TI como utilizador cujo computador eles conectam, podem ficar uma gravação de cada sessão. Esta possibilidade acrescenta um nível extra de segurança e também é útil para fins de formação.

  • Rede própria
  • Sem nuvem, sem problema. Se necessitar de controle absoluto sobre os seus dados, configurar a sua própria rede da empresa é fácil. Nenhum dado que não esteja encriptado sairá da sua DMZ.

Instalação do AnyDesk no GNU/Linux nas distribuições que dispõe pacote para o AnyDesk

No Debian e Ubuntu
# wget -qO - https://keys.anydesk.com/repos/DEB-GPG-KEY | apt-key add -

# echo "deb http://deb.anydesk.com/ all main" > /etc/apt/sources.list.d/anydesk-stable.list

# apt update

# apt install anydesk

No CentOS

# cat > /etc/yum.repos.d/AnyDesk-CentOS.repo << "EOF"
[anydesk]
name=AnyDesk CentOS - stable
baseurl=http://rpm.anydesk.com/centos/$basearch/
gpgcheck=1
repo_gpgcheck=1
gpgkey=https://keys.anydesk.com/repos/RPM-GPG-KEY
EOF


# yum install anydesk

No Fedora

# cat > /etc/yum.repos.d/AnyDesk-Fedora.repo << "EOF"
[anydesk]
name=AnyDesk Fedora - stable
baseurl=http://rpm.anydesk.com/fedora/$basearch/
gpgcheck=1
repo_gpgcheck=1
gpgkey=https://keys.anydesk.com/repos/RPM-GPG-KEY
EOF


# dnf install anydesk

No openSUSE

# cat > AnyDesk-OpenSUSE.repo << "EOF"
[anydesk]
name=AnyDesk OpenSUSE - stable
baseurl=http://rpm.anydesk.com/opensuse/$basearch/
gpgcheck=1
repo_gpgcheck=1
gpgkey=https://keys.anydesk.com/repos/RPM-GPG-KEY
EOF


# zypper addrepo --repo AnyDesk-OpenSUSE.repo

# zypper install anydesk

Referências

https://anydesk.com/pt/funcionalidades

Feito!

quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

Ingressando máquina Linux (Ubuntu/Mint) no domínio (AD/Samba 4 DC) com o CID

O objetivo deste post é explicar os procedimentos para ingressar máquina Linux (Ubuntu/Mint) no domínio AD ou Samba 4 como DC.

Controladores de Domínio que executa o Microsoft Windows Server (2008, 2012, 2016 ou 2019) ou GNU/Linux com Samba 4.x como DC permite centralizar a autenticação, autorização e a contabilização de acesso a dispositivos na rede, facilitando a administração e o gerenciamento dos usuários.

Para ingressar máquinas GNU/Linux em Controladores de Domínio, tanto no Microsoft Windows Server ou GNU/Linux Samba 4.x configurados com Active Directory, e necessário a instalação de vários software e a configuração de vários arquivos conf's, para facilitar esse processo um dos softwares existentes para agilizar a configuração e o ingresso no domínio, é o CID (Close In Directory).

CID (Closed In Directory) é uma aplicação em Shell Script que automatiza o processo de configuração do Samba no sistema GNU/Linux para permitir que ele faça parte de um domínio Active Directory. Além disso, o CID combina outras ferramentas do GNU/Linux e executa nelas uma série de configurações que fazem com que o sistema funcione de forma semelhante a um computador Windows, dentro desse contexto, podendo, por exemplo, executar scripts de logon e mapeamento automático de compartilhamentos de rede (arquivos e impressoras) no início de sessão dos usuários.

Outra funcionalidade interessante do CID é que ele insere automaticamente os administradores do domínio em grupos especiais do sistema, garantindo a esses usuários privilégios elevados, a exemplo do que acontece no ambiente Windows. CID dispõe de ferramentas gráficas (GTK+) e de utilitários equivalentes em linha de comando, que podem servir para sistemas sem um ambiente de desktop instalado, ou para automatizar as rotinas da própria ferramenta gráfica.

Procedimentos para ingressar máquina Linux (Ubuntu/Mint) no domínio (AD/Samba 4 DC) com CID

Atualizando o sistema
$ sudo apt update
$ sudo apt upgrade
$ sudo apt dist-upgrade

Removendo software desnecessários
$ sudo apt autoremove

Instalando o CID na distro Ubuntu/Mint
$ sudo add-apt-repository ppa:emoraes25/cid
$ sudo apt update
$ sudo apt install cid cid-gtk

Ingressando a máquina no domínio utilizando o pacote cid-gtk
$ sudo cid-gtk

Closed in Directory
Hostname: SEU_HOSTNAME
Join the Domain

Join the Domain
Domain Info
Domain: SEU_DOMÍNIO
Organizational Unit: OPCIONAL
User: SEU_USUÁRIO_DO_DOMÍNIO
Password: SENHA_DO_SEU_USUÁRIO
Mode: DEFAULT
Informações do Status do Serviço do CID
sudo cid status
sudo service cid status

O arquivo de configuração do CID é /etc/cid/cid.conf

Reinicie o sistema e logue com o usuário do domínio AD do Windows Server (2008, 2012, 2016 ou 2019) ou no Samba 4.x como DC em servidor GNU/Linux (Debian/Ubuntu Server/CentOS).

Referências:

https://sourceforge.net/p/c-i-d/documentation

Feito!

terça-feira, 31 de dezembro de 2019

Copiando arquivos via SCP

O que é SCP?

SCP (Secure Copy Protocol) é um protocolo de rede para transferências de arquivos que foi baseado em Berkeley Software Distribution (BSD) Remote Copy Protocol.

Por meio do scp, vocẽ pode transferir arquivos de forma fácil e segura entre uma máquina local para servidor remoto e vice-versa.

Para funcionar o comando scp é necessário que já tenha instalado e configurado a conexão SSH em um servidor remoto.

Para especificar a porta utilizada no SSH, diferente do padrão que é 22, adicione o argumento -p seguido da porta utilizada.

Exemplo de sintaxe do comando SCP no Linux

Copiando um arquivo remoto para máquina local
$ scp user@IP:/dir-remoto/arquivo-remoto.txt /dir-local/arquivo-local.txt

Enviando um arquivo local para um servidor remoto
$ scp /dir-local/arquivo-local.txt user@IP:/dir-remoto/arquivo-remoto.txt

Copiando diretórios e subdiretórios do servidor remoto para máquina local
$ scp -r user@IP:/dir-remoto /dir-local/

Enviando diretórios e subdiretórios da máquina local para o servidor remoto
$ scp -r /dir-local/ user@IP:/dir-remoto/

Feito!

Resolvendo problema de acesso negado ao acessar PHPMyAdmin



Problema comum de quem utiliza ambiente PHP no Windows com XAMPP. Só estou publicando a dica da solução desse problema devido ter ocorrido com um colega do time na empresa. Eu utilizo ambiente PHP no Docker e o DBeaver como cliente SGBD nas plataformas Windows e Linux.

É bom ressaltar que o PHPMyAdmin é uma ferramenta web para gerenciar o SGBD MySQL. Existe outros clientes que suportam diversos SGBDs (MySQL, PostgreSQL, Oracle, MSSQL), como o HeidiSQL e DBeaver.

Por padrão o password de root do MySQL no XAMPP vem em branco, ao definir e tentar acessar o phpmyadmin ocorre a mensagem do screenshot acima.

Segue a solução abaixo:

Solução

Editar o arquivo c:/xampp/phpmyadmin/config.inc.php alterando o password do usuário root que foi definido, conforme abaixo:

/* Authentication type and info */
$cfg['Servers'][$i]['auth_type'] = 'config';
$cfg['Servers'][$i]['user'] = 'root';
$cfg['Servers'][$i]['password'] = 'senha-definida';
$cfg['Servers'][$i]['extension'] = 'mysqli';
$cfg['Servers'][$i]['AllowNoPassword'] = true;
$cfg['Lang'] = '';

Feito!

sábado, 28 de dezembro de 2019

Instalando WPS Office no Linux

O que é WPS Office ?

WPS Office é uma suíte de escritório escrito em C++ que executa em plataformas Windows, Linux, Android e iOS. Desenvolvido pelo desenvolvedor de software chinês em Zhuhai, a Kingsoft. O WPS Office é um conjunto de softwares que é composto de três componentes principais: WPS Writer, WPS Presentation e WPS Spreadsheet.

O objetivo deste post é apresentar a instalação do WPS Office nas distros Debian/Ubuntu e CentOS/Fedora. A versão atual até a data de publicação deste post é 11.1.0.8865.

Instalação

Link de download WPS Office For Linux

Debian/Ubuntu

$ wget -c "http://wdl1.pcfg.cache.wpscdn.com/wpsdl/wpsoffice/download/linux/8865/wps-office_11.1.0.8865_amd64.deb"

$ sudo dpkg -i wps-office_11.1.0.8865_amd64.deb

CentOS/Fedora

$ wget -c "http://wdl1.pcfg.cache.wpscdn.com/wpsdl/wpsoffice/download/linux/8865/wps-office-11.1.0.8865-1.x86_64.rpm"

$ sudo rpm -i wps-office-11.1.0.8865-1.x86_64.rpm

Feito!

domingo, 22 de dezembro de 2019

Resolvendo o problema Cannot connect to the ZCS upstream server Connection is refused no Zimbra

O objetivo deste post é de apresentar o problema ZCS upstream server connection is refused no Zimbra e a respectiva solução.

Ocorreu uma vez a seguinte mensagem de erro no servidor Zimbra.

Problema

"Problem accessing ZCS upstream server. 
Cannot connect to the ZCS upstream server. Connection is refused.
Possible reasons:
upstream server is unreachable
upstream server is currently being upgraded
upstream server is down
Please contact your ZCS administrator to fix the problem.
Powered by Nginx-Zimbra://"
Solução

Geralmente isso ocorre com arquivo de log, necessário limpar, parando todos os serviços do Zimbra e iniciando novamente.

$ su zimbra
$ zmcontrol stop
$ zmcontrol start
$ zmcontrol status


Parando os serviços

zimbra@zimbra-server:~/nginx/logs$ zmcontrol stop  
 Host zimbra-server.saitam.com  
      Stopping vmware-ha...skipped.  
           /opt/zimbra/bin/zmhactl missing or not executable.  
      Stopping zmconfigd...Done.  
      Stopping zimlet webapp...Done.  
      Stopping zimbraAdmin webapp...Done.  
      Stopping zimbra webapp...Done.  
      Stopping service webapp...Done.  
      Stopping stats...Done.  
      Stopping mta...Done.  
      Stopping spell...Done.  
      Stopping snmp...Done.  
      Stopping cbpolicyd...Done.  
      Stopping archiving...Done.  
      Stopping opendkim...Done.  
      Stopping amavis...Done.  
      Stopping antivirus...Done.  
      Stopping antispam...Done.  
      Stopping proxy...Done.  
      Stopping memcached...Done.  
      Stopping mailbox...Done.  
      Stopping logger...Done.  
      Stopping dnscache...Done.  
      Stopping ldap...Done.  

Iniciando os serviços

zimbra@zimbra-server:~/nginx/logs$ zmcontrol start  
 Host zimbra-server.saitam.com  
      Starting ldap...Done.  
      Starting zmconfigd...Done.  
      Starting logger...Done.  
      Starting mailbox...Done.  
      Starting memcached...Done.  
      Starting proxy...Done.  
      Starting amavis...Done.  
      Starting antispam...Done.  
      Starting antivirus...Done.  
      Starting opendkim...Done.  
      Starting snmp...Done.  
      Starting spell...Done.  
      Starting mta...Done.  
      Starting stats...Done.  
      Starting service webapp...Done.  
      Starting zimbra webapp...Done.  
      Starting zimbraAdmin webapp...Done.  
      Starting zimlet webapp...Done.  

Verificando o status dos serviços

 zimbra@Saitam:~/nginx/logs$ zmcontrol status  
 Host zimbra-server.saitam.com  
      amavis         Running  
      antispam        Running  
      antivirus        Running  
      ldap          Running  
      logger         Running  
      mailbox         Running  
      memcached        Running  
      mta           Running  
      opendkim        Running  
      proxy          Running  
      service webapp     Running  
      snmp          Running  
      spell          Running  
      stats          Running  
      zimbra webapp      Running  
      zimbraAdmin webapp   Running  
      zimlet webapp      Running  
      zmconfigd        Running  

Antes




Depois




Feito!